Quarta, 25 de Maio de 2022
29°

Alguma nebulosidade

Teresina - PI

Geral Adolescente de13 ano

Adolescente de 13 anos morre atropelada quando ia para a igreja em Teresina

A vítima atravessava a avenida com mais três colegas quando foi colhida juntamente com outra adolescente pelo veículo em alta velocidade

07/04/2022 às 11h12
Por: Fernando Rocha Fonte: meionorte.com
Compartilhe:
Adolescente de 13 anos morre atropelada quando ia para a igreja em Teresina
Adolescente de 13 anos morre atropelada quando ia para a igreja em Teresina

Uma adolescente identificada como Júlia Aparecida da Cunha Soares, de 13 anos, morreu após ser atropelada por um veículo no momento em que atravessava a Avenida Aviador Rossini Morada Luna, no bairro Morros, na zona Leste de Teresina. O caso foi registrado na manhã desta quinta-feira, 07 de abril, por volta de 07h. 

De acordo com informações do repórter da Rede Meio Norte, Matheus Oliveira, quatro adolescentes, sendo três meninas e um menino, estavam indo para a igreja quando Júlia Aparecida e outra adolescente identificada como Naiara Vitória, foram colhidas por um veículo modelo Renault Kwid branco, no momento em que atravessavam a avenida. 

Por conta da gravidade do impacto, Júlia Aparecida Soares veio a óbito no local do acidente e Naiara Vitória foi socorrida com ferimentos graves por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 

Testemunhas informaram que o motorista do veículo, que foi identificado apenas como Lucas e é funcionário de uma construtora de Teresina, estava em alta velocidade no momento do atropelamento. Alguns representantes da construtora compareceram no local.

Muitos populares presentes na avenida realizaram um protesto pedindo justiça pela morte da menina. O motorista do veículo ter que ser retirado do local pela Polícia Militar para evitar um possível linchamento. Ele foi encaminhado para a Central de Flagrantes.

vigia de um clube que fica na frente do local do acidente, Pedro Pereira, que o motorista do veículo possivelmente não prestava atenção no trânsito no momento do ocorrido. “Quando ele passou eu gritei: ‘rapaz tu é louco, atropelar as crianças no meio da rua’. Foi quando ele desceu e não fugiu, continuou sempre no local. A polícia levou ele agora porque a população queria linchar ele. Mas ele vinha em alta velocidade, parece que nem observava o trânsito, porque nem tem sinal de freio”, disse. 

A mãe da adolescente, Patrícia da Cunha, esteve na avenida aos prantos e pediu justiça pela morte da filha. 

Uma viatura da Companhia de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN), controlou o trânsito no local. A Polícia Militar isolou a área e o Instituto de Medicina Legal (IML) realizou a remoção do corpo da adolescente.

Ele1 - Criar site de notícias