Quinta, 25 de Fevereiro de 2021
86 99829-3614
Geral Artistas fecham Frei

Artistas fecham Frei Serafim em protesto contra restrições no Piauí

A manifestação realizada na manhã de hoje provocou um grande congestionamento no local.

28/01/2021 14h11
Por: Fernando Rocha Fonte: meionorte.com
Artistas fecham Frei Serafim em protesto contra restrições no Piauí
Artistas fecham Frei Serafim em protesto contra restrições no Piauí

Na manhã desta quinta-feira, 28 de janeiro, um grupo de artistas realiza uma manifestação na Avenida Frei Serafim, no Centro de Teresina, em protesto contra as restrições de horários estabelecida no novo decreto do Governo do Piauí publicado na última terça.

Na decisão, bares e restaurantes só poderão funcionar até às 23h, sendo proibida a utilização de som ambiente, seja através de música ao vivo, som mecânico ou instrumental. 

Classe artística não libera trânsito na principal avenida da cidade - Foto: Raíssa Morais/Jornal Meio Norte

O cantor de samba Robert Clayson, que há 25 anos é artista de Teresina declarou que a classe é uma cadeia produtiva e precisa trabalhar. 

 “A classe artística que já é sofrida têm toda consciência de que estamos passando por um período complicado de uma grave crise sanitária no Brasil e em Teresina, mas também precisamos trabalhar, precisamos ter oportunidade de compartilhar nossa arte. O oxigênio que está faltando em grande parte do Brasil não pode faltar para os artistas. A gente conclama e pede um pouco de sensibilidade das autoridades, do COE, ao governo municipal e estadual que procure uma forma de ajudar a classe porque é toda uma cadeia produtiva, são os garçons, produtores, cozinheiros, músicos, roadies, enfim, grandes trabalhadores que tem que levar o seu sustento, criar seus filhos”, afirmou.

A manifestação na principal Avenida de Teresina é pacífica, mas interdita todo o trânsito na região, causando congestionamento e irritação dos motoristas.

Segundo ele, a classe quer apenas se adequar ao decreto. “Existe uma flexibilização da questão do horário, nós temos que se adequar ao protocolo, a gente pode sim tocar com o número reduzido, tendo todo o cuidado e com o horário estabelecido, o que a gente não pode é passar necessidade, estamos pedindo ao poder público que olhem com sensibilidade”, disse. 

Sobre o município
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias