ROCHA PUBLICIDADES TOPO
Homem é preso

Homem é preso se passando por bancário para aplicar golpes em Teresina

Homem é preso se passando por bancário para aplicar golpes em Teresina

04/07/2019 18h24
Por: Fernando Rocha
Fonte: meionorte.com
Homem é preso se passando por bancário para aplicar golpes em Teresina
Homem é preso se passando por bancário para aplicar golpes em Teresina

Um homem identificado como Humberto da Silva Lima foi preso nesta quinta-feira (04/07) acusado de se passar por funcionário do Banco do Brasil para aplicar golpe em um militar da aeronáutica, no Bairro Planalto Ininga, na zona Leste de Teresina. 

De acordo com informações, o golpista foi preso em flagrante ao sair da residência na vítima, onde estava tentando convencer o militar a passar informações pessoais. O segurança da casa desconfiou da atitude do golpista e acionou a polícia que capturou o acusado minutos após ele sair da casa do militar. O primeiro contato com golpista coma vítima foi por meio de uma ligação telefônica, onde ele afirmou que a agência bancária teria identificado alguns erros nos dados bancários da vítima e para resolver o problema ele iria até a residência para confirmar os dados e pegar os cartões. 

Após pegar o dados, o golpista estava pronto para efetuar compras em nome da vítima. 

Segundo o 5º Batalhão da Polícia Militar, em depoimento a polícia o acusado afirmou que estaria hospedado em um hotel da capital, mas não informou qual. Ele também teria informado que foi contratado por uma empresa por meio da internet. A polícia acredita que mais pessoas posam cair neste golpe. O acusado foi preso e autuado por estelionato.

A polícia afirmou que vítimas que reconhecerem Humberto podem entrar em contato com a PM por meio do telefone (86) 98851-2267.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários