Quarta, 14 de novembro de 2018
86 99829-3614
Geral

29/10/2018 ás 11h32 - atualizada em 29/10/2018 ás 11h41

899

Fernando Rocha

Lagoinha / PI

Conselheiro Abelardo Vila Nova é eleito novo presidente do TCE-PI
Conselheiro Abelardo Vila Nova é eleito novo presidente do TCE-PI
Conselheiro Abelardo Vila Nova é eleito novo presidente do TCE-PI
Conselheiro Abelardo Vila Nova é eleito novo presidente do TCE-PI

A Corte do Tribunal de Contas Estado do Piauí (TCE) elegeu o conselheiro Aberlado Vila Nova como novo presidente da Casa. Ele assume o tribunal para o biênio 2019-2020. Em sua fala, ele destacou que "ninguém é imune à fiscalização".O presidente foi eleito por unanimidade de votos dos sete conselheiros titulares. Aberlado deve tomar posse no dia 20 de dezembro.


Além do presidente, foram eleitos Lilian Martins como vice-presidente, Kleber Eulálio para o cargo de corregedor, o atual presidente Olavo Rebelo assumiu no cargo de ouvidor e como controladora a conselheira Valtânia Alvarengua.


Aberlado assume dez anos após ter sido presidente pela primeira vez. Ele afirma que vai priorizar a maior eficiência do processo de fiscalização do dinheiro público.


"Quero agradecer à Deus é a todos os conselheiros que nos deram esse voto de confiança. Tenho orgulho de ser do TCE e pretendo trabalhar com moralidade e eficiência. Seguindo todos os princípios que estão na Constituição Federal. Vamos focar na modernização do Tribunal. Esse processo de informatização não termina nunca. Há 10 anos criamos a rede de controle e vamos aumentar a fiscalização sobre o uso do dinheiro público pelos gestores", afirmou Aberlardo.


Questionado sobre as críticas do governo de que alguns membros da corte poderiam fazer campanha política com o uso do Tribunal, Aberlardo afirma que ninguém é imune à fiscalização.


"A relação é a mais democrática possível. O Executivo tem suas atribuições e nós temos a nossa de fiscalizar. Muitas vezes o Poder Executivo não concorda com a fiscalização, mas 99%  da fiscalização está prevista na lei. O Tribunal procura se pautar sempre na lei. Ninguém está imune à fiscalização. A fiscalização continuará", declarou.

FONTE: Lídia Brito

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium