Quarta, 14 de novembro de 2018
86 99829-3614
Geral

20/10/2018 ás 14h41 - atualizada em 20/10/2018 ás 14h53

777

Fernando Rocha

Lagoinha / PI

Aposentado de 84 anos morre após ser agredido com cadeirada
Aposentado de 84 anos morre após ser agredido com cadeirada
Aposentado de 84 anos morre após ser agredido com cadeirada
Aposentado de 84 anos morre após ser agredido com cadeirada

O aposentado identificado como Raimundo Vieira da Silva, de 84 anos, teve seu corpo encontrado na manhã deste sábado (20/10), estendido em uma residência  no bairro Vermelha, zona sul de Teresina.


Sua sobrinha, a corretora Yasmin Vieira, disse que a família foi informada da morte de Raimundo Vieira da Silva, o 'Mundico', às 7h deste sábado, por um amigo da família.


De acordo com a população da região, Raimundo Vieira da Silva, se envolveu em uma discussão em uma sorveteria da região.


Raimundo Vieira da Silva teria saído tonto da sorveteria, onde supostamente teria sido agredido, não resistiu aos traumas e veio a óbito. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionado para ir ao local do crime e apurar a circunstância da morte de Raimundo Vieira da Silva.



 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)



O sargento Jorge Luiz, do 1º Batalhão da Polícia Militar (BPM), disse que a polícia foi chamada por familiares. “O que sabemos, segundo os familiares, seu Raimundo Vieira da Silva, o Mundico, estava na sorveteria Tabor. Lá houve a discussão e uma pessoa que estava na sorveteria o agrediu com cadeira na cabeça. O Mundico, em seguida, foi para o bar da Neide e de lá foi se abrigar na casa de uma pessoa conhecida. Ele entrou no portão e caiu e morreu entre o portão e a porta de entrada da residência. Fizemos o isolamento da área e  acionamos o IML”, disse o delegado.


O sobrinho de Mundico, Paulo Vieira, afirmou que o seu tio chegou à sorveteria cedo da noite, por volta das 20h a 21h, houve a discussão com um senhor de idade e houve a agressão. "Ele foi pedir abrigo no bar da Neide e de lá veio para casa da amiga, pedir refúgio e morrer”, declarou Paulo Vieira. O irmão da vítima, o servidor público aposentado Cândido Vieira da Silva, disse que Raimundo era um homem calmo, não ingeria bebida alcoólica e foi para sorveteria espairecer. 



 (Crédito: Efrém Ribeiro)
(Crédito: Efrém Ribeiro)


FONTE: Efrem Ribeiro/JMN

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium