Sábado, 24 de fevereiro de 201824/2/2018
86 99829-3614
ROCHA E OS MENINOS DE BARÃO
POLÍCIA
Bando faz arrastão em Jaicós e arromba Banco do Brasil, Lotérica e Correios
Bando faz arrastão em Jaicós
Fernando Rocha Lagoinha - PI
Postada em 31/01/2018 ás 11h39 - atualizada em 01/02/2018 ás 12h15
Bando faz arrastão em Jaicós e arromba Banco do Brasil, Lotérica e Correios

Bando faz arrastão em Jaicós

 


A centenária cidade de Jaicós, situada a 363 km de Teresina, voltou a ser alvo de uma quadrilha especializada em roubo a bancos. Em uma nova ação realizada na madrugada desta quarta-feira, 31, iniciada por volta das 2h45, eles arrombaram a agência do Banco do Brasil, a Casa Lotérica e os Correios.



Segundo informações, o bando chegou no Centro da cidade em três veículos, sendo dois Toyota Corolla e uma camionete modelo Ford Ranger. A ação aconteceu de forma simultânea nos três pontos.


Pessoas que já estavam na fila da Casa Lotérica, um vigia noturno e outras pessoas que passavam pelo local foram feitas reféns no espaço entre a agência dos Correios e a Casa Lotérica, que ficam localizadas menos de 100 metros de distância, no Centro. Os reféns homens foram utilizados para formar um cordão de proteção no início da ladeira que dá acesso ao bairro Serranópolis.


Segundo populares, um policial militar aposentado identificado por sargento Silva, chegou de carro no momento do ocorrido e também foi feito refém. A arma foi recolhida pelos ladrões, teve a munição retirada e foi devolvida. A todo momento, o bando orientava os reféns a obedecerem às ordens e afirmavam que não queriam nada dos mesmos, apenas o dinheiro do governo.


Nos Correios e na Lotérica, eles utilizaram marretas. Dois dos homens reféns chegaram a ser obrigados a auxiliar no tombamento do cofre dos Correios. No Banco do Brasil, a movimentação de populares era menor, mas outras pessoas também foram feitas reféns. Lá, a quadrilha utilizou explosivos para arrombar os caixas eletrônicos. A explosão foi ouvida a distância e deixou rastros de destruição no interior da agência.


Segundo relatou o vigia feito refém, os ladrões estavam mascarados, vestiam roupas do exército e utilizavam armas de grosso calibre, além de rádio comunicadores. Há a suspeita de que outros integrantes da quadrilha estariam espalhados em pontos estratégicos da cidade. “Eles ficavam conversando por um rádio e dizendo que era pra fechar a entrada de Paulistana que a de Picos já ‘tava’ fechada”, contou.


Após a ação, o bando seguiu pela ladeira de acesso ao bairro Serranópolis e efetuaram disparos. Ninguém ficou ferido e também não há informações de quanto em dinheiro foi levado pelos assaltantes.





FONTE: Cidadesnanet
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
4.284
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium